Home Tags Tags do post "Corpo"

Corpo

3 12372

Aos 44 anos desenvolvi uma poliartrite, onde frequentemente me faz parar.

Um pico de estresse e a predisposição genética que tenho (fui descobrir quando a doença se instalou) foi um achado para meu corpo dizer: PÁRA, CHEGA!

Andava para cima e para baixo, com minha agenda lotada e sempre rápida e ainda mãe de três filhas – não deixava de participar em tudo na vidinha delas com sapatos de salto alto, pois me sentia poderosa e super feminina.

Quando começaram as dores, a investigação demorou, e me fez ficar três meses sem andar, minha vida começou a tomar outro rumo, e foi muito difícil para mim mudar, afinal, sempre fui agitadérrima.

Bem, quando veio o diagnóstico final e comecei o tratamento no hospital, caiu à ficha super doída na minha cabeça.

Tens que recomeçar a vida diferente!

O início e a mudança como sempre, foi muito sofrida, mas pensei – essa doença veio e azar foi o dela, vai ter que competir comigo –  troquei de profissão, a maneira de calçar, (dei todos os meus sapatos) até achar os sapatos da Usaflex que hoje me acompanham em todos os meus “modelitos” e em toda parte.

Fiquei super contente com a loja que inaugurou no Shopping Iguatemi, uma loja exclusivamente Usaflex. Sapatos com designer modernos, joviais e muito confortáveis.

Sempre coloco no meu Instagram a foto do meu vestir com o sapato que combina.

Sou muito grata a Usaflex, pelo meu recomeço de andar, meu novo recomeço de vida agitada, mas não tanto agora. Continuo correndo de um lado para outro, mas agora com mais conforto e sem nenhum mal para meus pés.

A artrite existe, mas ela ficou nocauteada com o tratamento que faço, e com minha nova proposta de vida – ser blogueira. Hoje me sinto novamente elegante e feminina, mesmo com sapatos sem salto.

Espero de coração que a Usaflex continue trabalhando para o bem estar dos pés femininos.

13256006_1105431589479680_1241800410471742702_n

12592781_10201149065406921_3844750890755876506_n

13166105_1102034626486043_193667501091764683_n

DSC_0096

 

DSC_0116

 

InstagramCapture_70d1b8b3-1d42-4714-8bca-83cd80a325e3

 

InstagramCapture_82a8d1d8-a548-48ea-80c3-68e9ae8c7be9

 

InstagramCapture_9606a486-8776-45d8-8948-b5c7839457ee

 

InstagramCapture_a37c4487-1f83-4b76-93ad-0f2b72d5b6f7

InstagramCapture_c4b0aa14-55ef-42a9-b89e-8710e833e3ba

 

InstagramCapture_579efcc0-0383-4ee2-a0c6-9039f3da46ff

 

InstagramCapture_c973eab2-8097-4d24-ac14-727926e75e8f

 

Bem, esses foram alguns modelos de calçados baixos, que deixam uma mulher se sentir elegante e feminina!

O que acharam?

 

0 1211

Queda de padrões. Porque a moda deveria, sim, amar corpos reais.

Padrão 1

Confesso que há algum tempo atrás nunca me preocupei de verdade com os padrões da estética do corpo, sobretudo na moda. Para ser bem franca, eu era uma adolescente aprendiz de fashionista super chata que culpabilizava todas as minhas amigas por terem uns quilinhos a mais.

padrão 4

Não é novidade que há décadas a ditadura da moda impõe seus padrões de beleza através de revistas, publicidades, toneladas de Photoshop e etc. Se você soubesse quantas vezes já escutei perguntas do tipo, “Igi, você que mexe com moda, por quê modelos são tão magras?” e quantas vezes eu não soube responder simplesmente por não achar nenhuma afirmação que fizesse REALMENTE sentido… Nossa!

Fato é, infelizmente a moda ainda está muito atrelada aos conceitos de idealização máxima da beleza feminina que surgiram nas artes dos anos 300 e tantos antes de Cristo(!) Sabe aquela busca insaciável pela harmonia, proporção, geometria, simetria em prol da perfeição durante os períodos Arcaico, Clássico e Helenista de deuses esculturais e exuberantes? Sabe Vênus de Milo? Pois é, obsessão anatômica, esse é o termo.

padrão 5

A modelo Justine Legault na capa da Elle Québec, Maio de 2013 @ divulgação

Refletindo sobre essa cultura visual encardida há mais de dois milênios, me questiono: Até quando as mulheres vão se sentir constrangidas por serem reais? Até quando seios avantajados, quadris largos, coxas grossas e barriga saliente vão ser sinônimos de guerra contra a balança? Até quando as mulheres vão acreditar que a beleza está em parecer a tal topmodel-de-revista-que-não-anda-mas-desfila e não em ser o que se é? Quer saber? Felizmente, não por muito tempo em 5 passos!

padrão 6

Versão manifesto da campanha “The Perfect Body” produzida pela grife Dear Kate @  divulgação

No ano passado, a marca Victoria’s Secret divulgou uma campanha que causou verdadeiro furor e indignação nas redes sociais, onde várias modelos, magras e de corpos praticamente similares ilustravam um banner acompanhadas do slogan “O Corpo Perfeito”. Não deu outra, uma legião de mulheres descontentes com aquela ”imagem da perfeição” promoveu a petição #EuSouPerfeita na web, exibindo retratos de mulheres reais, de proporções de corpo diferentes, seguidas do mesmo lema. A campanha original foi alterada.

 

padrão 7

A blogueira Gabi Fresh @ acervo Gabi Fresh /divulgação

Também em 2014, a blogueira Gabi Fresh e verdadeira it-girl da nação plus sizepromoveu uma ação via Instagram, intitulada #Fatkini, que incentivava mulheres “fora dos padrões” a compartilharem selfies vestindo apenas biquínis durante as férias de Verão do Hemisfério Norte. Resultado? Mais de 11 mil publicações que duram até hoje e uma nova faceta do manifesto da auto-confiança estética.

 

padrão 8

lara Lynn, Candice Huffini e Robyn Lawley na capa da Vogue italiana @ Steven Meisel/divulgação

Contestadora de carteirinha e da maneira mais chique e fashionable que a moda já viu, a editora de moda Carine Roitfeld incluiu Candice Huffine no casting da ultima edição do Calendario Pirelli transformando-a em a primeira modelo plus size a estrelar a publicação mais ovacionada pelos amantes da beleza de plantão, ao lado de tops como Adriana Lima, Isabeli Fontana, Natalia Vodianova e Raquel Zimmermann. Com exatamente 15 anos de carreira, Candice já foi capa da Vogue Itália e estampou as páginas de revistas como V Magazine, I-D, W e Harper’s Bazaar.

padrão 9

 

 

Editorial da Vogue América @ Cass Bird/divulgação

A Vogue América publicou recentemente um ensaio online celebrando o poder daunderwear para todos os tamanhos e formas, em clima de pura descontração, naturalidade e sem retoques pelas lentes do fotógrafo Cass Bird. Definitivamente, as imagens mais épicas da real beleza do século 21 no universo fashion.

 

padrão 10

Capa do livro Curves @ Victoria Janashvili /divulgação

Outra grande revolução no mercado editorial está no nascimento da publicaçãoSlink Magazine dedicada às curvas e à moda onde gordura está longe de ser sinônimo de pesadelo, e o projeto que virou livro da fotógrafa Victoria Janashvili que reuniu 40 modelos curvilíneas em uma série a fim de homenagear o amor por corpos verdadeiramente esculturais.

 

 

padrão 12

 

Editorial da Vogue América @ Cass Bird/ divulgação

Não estou aqui para acabar com a carreira das modelos ou dizer que magreza é anormal. Eu sou naturalmente um palito, mas isso não é uma qualidade – como muitos sugerem em cada comentário das fotos de verão que posto no Facebook. O ponto é, qualquer mulher que não nasceu magérrima e nem foi deusa na Grécia Antiga tem todo o direito de encontrar em si e exibir para o mundo a sua própria beleza verdadeira.

Então é por isso que eu digo e repito: #COMEASYOUARE esse é o look!

http://vida-estilo.estadao.com.br/blogs/front-row/comeasyouare-2/

 

Procurei o significado de COMEASYOUARE  e achei como vaga-lume ou como você está.

 

 

0 821

Dona Lúcia e a longevidade humana

Em novembro, foi o aniversário de 100 anos da Dona Lúcia. Esse assunto causou uma reflexão coletiva a cerca da longevidade humana. Pessoas me questionaram sobre a emblemática capacidade de um humano chegar a essa idade. Foi então, que resolvi divagar sobre o tema.
Bem, muitos aspectos são levados em consideração para entendermos esse fato. Analisamos, então, a sua exemplar história: Dona Lúcia não é uma idosa isolada no mundo, ela tem uma família presente e acolhedora. Ela se mantém ativa, com várias atividades no lar, tem o sentimento precioso da cooperação. Participa e gosta das conversas familiares. Está em um lar que lhe dá a oportunidade de ser útil, pois o isolamento não contribui para a longevidade; é através das relações interpessoais que amadurecemos.
O idoso fica contente em poder mostrar o seu conhecimento; assim, as tarefas do dia a dia deixam a mente e o corpo ocupados. E a vida vai se perpetuando em momentos singelos e harmoniosos. É o sorriso de um filho, de um neto que faz a pessoa sentir-se viva e cheia de expectativas.
Dona Lúcia é um ser integrante do seu contexto social. Até mesmo, na festa de formatura de uma neta, esse ano, ela pode mostrar o seu entusiasmo ao mérito da jovem. Nesse feito, ela se energizou com a atmosfera festiva da situação.
Dona Lúcia não desistiu da vida quando ficou viúva. De que serve a longevidade se não for vivida com entusiasmo? Você já se perguntou por que gostaria de viver tanto anos como a Dona Lúcia? Pois então, pense! É muito antes dos 100 anos que a longevidade se define como uma possibilidade existencial. Quais são os seus planos? Você se cuida de fato? Cuida o que consome? Faz exames de rotina? Ajuda a alguém que precisa? Diz que ama a sua família? Convida os amigos para uma conversa descontraída? Lembra de agradecer a Deus pela oportunidade de estar vivo? Então, se você respondeu sim a estas indagações: parabéns! Você poderá seguir o exemplo da Dona Lúcia! Se respondeu negativamente, não se preocupe, a vida lhe dá, todos os dias, a grande oportunidade de melhorar, ainda é tempo! Olhe a sua volta. Tem percebido que as flores estão lindas? Sinta a sua energia infantil que grita por novidades! Apaixone-se por você, corte o cabelo, coloque aquela roupa bonita que cansou de ficar guardada e vá ao cinema. Saia para dançar, leia um livro emocionante. Vamos, não espere o tempo passar! A hora de ser feliz é hoje! Não será amanhã ou no ano que vem…quando você viajar, quando trocar de carro, de casa ou emprego. Não adie o seu momento especial. Abrace os amigos! Confesse que eles são importantes! “Que seja eterno enquanto dure”, como dizia o poeta. Sim, que a sua vida seja eterna independente da sua idade. Sua meta não deve ser a longevidade, e, sim, a qualidade da sua vida. O cérebro precisa ser estimulado com novidades para continuar ativo. Saia da frente da televisão, frequente uma academia, aprenda algo inusitado, domine essa preguiça que lhe prende! E então, feliz da vida, você descobrirá que o segredo de tudo é a quantidade de amor que você dedicou para o mundo, assim, como Dona Lúcia…

Dra. Clair Ribeiro
Especialista em Clínica Médica
Atendimentos domiciliares
51.98086547
mcfor@terra.com.br

0 726

 

download

 

Geralmente nossa sociedade só fala na menopausa que é inerente a Mulher, mas fala pouquíssimo da Andropausa que é inerente ao Homem.

Hoje colocarei alguns conceitos que pesquisei para começar e depois com o tempo irei fazer mais posts sobre esse assunto, tão importante dentro de um relacionamento e que na maioria das vezes nem o Homem e nem a Mulher sabem como lidar.

No homem, a chegada do envelhecimento físico pode vir junto com a falta desejo sexual, esta última muito ligada ao fator psicológico e, em alguns casos, à diminuição da produção de testosterona, o hormônio sexual masculino. Essa fase pode ser chamada deAndropausa.

Andropausa não é igual para todos os homens, mas todos experimentam alguma diferença no modo de sentir a vida a medida em que a velhice vai chegando. Embora a idade seja a causa da Andropausa, os homens mais emotivos, menos autoconfiantes e seguros de si estão mais predispostos aos efeitos da apatia.

No corpo observamos alterações importantes como:

Aumento da gordura abdominal;
queda do cabelo e dos pêlos do corpo;
diminuição da força e atrofia muscular;
fadiga crônica;
anemia;
ressecamento da pele;
dores musculares;
rarefação óssea (osteoporose);
dores articulares;
insônia;
aumento do colesterol ;
aumento do risco de doenças cardio-vasculares.

Na parte sexual temos:

Diminuição do desejo sexual (libido);
diminuição da sensibilidade do pênis;
diminuição da intensidade da ejaculação;
diminuição do prazer do orgasmo;
diminuição da qualidade das ereções;
diminuição das ereções noturnas;
possível diminuição do tamanho do pênis;
diminuição do volume de esperma ejaculado ;
maior demora do tempo entre as relações.

Na parte psicológica ocorre:

Piora do humor;
irritabilidade;
depressão e ansiedade;
sono logo após o jantar;
esquecimentos freqüentes;
lentidão do raciocínio ;
apatia.

 

 

0 832

As transparências estarão em alta nessa estação de 2015, mas temos que ter bom senso em usá-las.

Nas passarelas, vemos modelos desfilando maravilhosamente as peças super transparentes e com lingerie estilizada por baixo, porém temos que ter consciência que não é em todo lugar que podemos usar essa combinação.

Os Estilistas dão a sugestão de roupas e tendências, mas nós mortais normais devemos adaptar para nosso dia a dia sempre.

A moda vai e vem nesse mundo globalizado e temos que estar sempre por dentro, vendo as revistas, programas de TV relacionados a moda, mas por favor!!!! Nada de exagero.

A moda e os modelos expostos nas lojas não podem subir em nossa cabeça como algo como “sangria desatada”.

Vejam alguns modelos lindos que vocês queridas leitoras poderão tirar alguma inspiração para sair por aí lindas e maravilhosas!!!

 

00160h_426x639

 

00220h_426x639

7069_765059696892195_4975573704358313278_n

003201081

 

7966611-470x705

 

article-2712835-202C238C00000578-373_634x847-599x800

 

Milan Fashion Week Fall 2011, D&G

 

 

 

0 809

Suco de mirtilos vermelhos para limpar o fígado, é maravilhoso.

Os mirtilos vermelhos contêm propriedades depurativas e desintoxicantes ideais para limpar o fígado.

Seu alto conteúdo em vitaminas, minerais e antioxidantes essenciais os convertem em um aliado excelente para a boa saúde, já que previnem o organismo de muitas doenças.

Você vai precisar:

  • Duas maçãs vermelhas grandes
  • Uma pêra verde grande
  • ½ xícara de mirtilos vermelhos frescos
  • Um caule de aipo grande
  • Um pepino pequeno

O que fazer?

  • Misture todos os ingredientes no liquidificador sem retirar a casca. Bata muito bem e logo depois consuma.
  • Você deve tomar o suco durante cinco dias consecutivos.

Uma dica para começar no início da semana!

0 874

Depois de um dia cheio, vou falar sobre a fragilidade da mulher.

Vocês sabem que ando afastada das mídias sociais porque estou com uma das filhas com gravidez de risco e está aqui aos meus cuidados.

E como ela está dormindo tranquila, eu estou sozinha em casa, resolvi passar para vocês a fragilidade da Mulher. De repente, tua vida é modificada com a aposentadoria do teu companheiro, ele começa a trabalhar em casa e por conseguinte, entra dentro do universo que antes era somente teu. A administração da casa, da cozinha, das compras, dos problemas diários que sempre te pertenceram e sempre andaram de vento em poupa. Questiona tudo. Tuas saídas durante o dia, para contatos comerciais, começa a ser questionada: – Precisa mesmo sair para uma brincadeira de internet? De repente, tua individualidade é invadida por questionamentos novos e não “entendíveis”, pois sempre deram certo e sempre funcionaram, como uma máquina que as engrenagens se encontravam perfeitamente e o resultado sempre foi satisfatório. Aí, tu já começa a te questionar sobre muitas coisas. Pensamos:  vamos mudar um pouquinho, afinal a casa também é dele ! Quando tudo está andando mais ou menos, surgem problemas de saúde com um filho, problemas profissionais com outro filho, os teus pais resolvem te procurar para terem atenção, pois estão velhos demais, e tu ali, andando como uma barata tonta pela vida antes pacata e produtiva profissionalmente, mas agora como uma roda gigante, girando e parando para subir ou descer um problema. E ainda dizem que a mulher é frágil! Depois de um dia inteiro aparando as arestas de um e de outro,tentando sobreviver fazendo o que você gosta, a gente olha a casa cheia de indivíduos  e pensa: Eu criei tudo isso? A noite quando se deita para tentar descansar, o companheiro reclama de falta de atenção sexual e presencial, porém, esse mesmo companheiro, passou o dia inteiro não te enxergando e ainda por cima te questionando da administração de tudo e de todos. Sem contar o bichinho de estimação que você não queria, mas foi comprado com a cumplicidade de seu companheiro pelos filhos. E como sempre, todos foram embora, sobrou para você cuidar o pobrezinho que está muito velho e de três em três horas você levanta e troca a fralda, dá comida. Chega o dia, raiando belo e formoso pela janela de sua casa, mas você está um trapo, pois passou uma noite acordada, e ainda tem que voltar a rotina descrita acima e com um sorriso maravilhoso no rosto, senão, você é uma chata, que reclama de tudo, afinal, você tem uma casa maravilhosa, um companheiro maravilhoso e está reclamando de que?! E você faz parte do sexo frágil! Eu sempre falo que a fragilidade da mulher foi esquecida em um canto da vida feminina. Somos fortes, e muito fortes, levamos “chibatadas ” da vida e ali vamos nós, machucadas, mas firmes com um único propósito de ser feliz e ter um companheiro que nos faça feliz e principalmente acertar e nos realizar. Essa é a  mulher frágil! Dei essa escapadinha, para escrever na minha”brincadeira” de ser executiva e produtiva.

A aids cresceu 11% entre os jovens no Brasil em 2014 e para variar, estamos na contramão, enquanto no resto do planeta os números de infectados está diminuindo por causa da prevenção, nós resolvemos ser diferentes, e para pior.

Os jovens de agora que estão no período de iniciação sexual, não viveram no auge da campanha do vírus HIV, por isso segundo estudos, eles estão achando que a Aids tem cura, tem tratamento e logo, eles não precisam se proteger, apesar das campanhas pálidas que há na mídia televisiva.

Os jovens mais infectados são heterossexuais e não homossexuais como a maioria pensa.

ellen-738

O uso da camisinha tem que estar sempre presente quando forem transar, e não é porque transou uma, duas, três vezes com a mesma pessoa que pode parar de usar camisinha. Não pare!

 

images (26)

 

 

Você esta se protegendo, protegendo seu ou sua parceiro(a) e ainda se prevenindo contra uma gravidez cedo demais.

Transar é maravilhoso, e na juventude, os hormônios estão pulando, logo transe, mas se proteja sempre. A aids ainda mata, ela só tem remédios que amenizam os sintomas, estancam o avanço dela pelo seu corpo, mas você não se livra dela não.

O que diz na página www.aids.gov.br/pagina/sintomas-e-fases-da-aids :

 

Quando ocorre a infecção pelo vírus causador da aids, o sistema imunológico começa a ser atacado. E é na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV – tempo da exposição ao vírus até o surgimento dos primeiros sinais da doença. Esse período varia de 3 a 6 semanas. E o organismo leva de 30 a 60 dias após a infecção para produzir anticorpos anti-HIV. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebido.

A próxima fase é marcada pela forte interação entre as células de defesa e as constantes e rápidas mutações do vírus. Mas que não enfraquece o organismo o suficiente para permitir novas doenças, pois os vírus amadurecem e morrem de forma equilibrada. Esse período, que pode durar muitos anos, é chamado de assintomático.

Com o frequente ataque, as células de defesa começam a funcionar com menos eficiência até serem destruídas. O organismo fica cada vez mais fraco e vulnerável a infecções comuns. A fase sintomática inicial é caracterizada pela alta redução dos linfócitos T CD4 – glóbulos brancos do sistema imunológico – que chegam a ficar abaixo de 200 unidades por mm³ de sangue. Em adultos saudáveis, esse valor varia entre 800 a 1.200 unidades. Os sintomas mais comuns são: febre, diarreia, suores noturnos e emagrecimento.

A baixa imunidade permite o aparecimento de doenças oportunistas, que recebem esse nome por se aproveitarem da fraqueza do organismo. Com isso, atinge-se o estágio mais avançado da doença, a aids. Quem chega a essa fase, por não saber ou não seguir o tratamento indicado pelos médicos, pode sofrer de hepatites virais, tuberculose, pneumonia, toxoplasmose e alguns tipos de câncer. Por isso, sempre que você transar sem camisinha ou passar por alguma outra situação de risco, aguarde 30 dias (saiba por quê) e faça o teste.

Não se descuide!

Se cuide!

Não tem idade certa para a AIDS!

Só não adquire AIDS quem se cuida!

Transe com quantos parceiros(as) quiser, mas se cuide, se previna, não se prejudique e nem prejudique o outro(a).

Seja Consciente dos seus atos!!!!

0 803

Miréia Borges

mireia@portoweb.com.br

 

Se você usa, estão aqui algumas sugestões lindas de casacos para o dia a dia.

 

003274113

Esse casaco de lã abóbora, fica lindíssimo com uma roupa toda preta, toda marrou, toda azul marinho, aliás, uma cor só por baixo e ele por cima, fica um charme, e se você colocar na lapela uma flor no mesmo tem da roupa  fica um arraso, e use luvas da cor da roupa também.

003351309

Esse casaco gabardine com debrum e botões em outra cor dá um diferencial mais sofisticado.

003372520

Esse casaco em malha em listras , está um show!

003378691

Um casaco mais esportivo, em cores variadas, excelente para andar pelo bairro que você mora ou no dia a dia mais tranquilo.

0 856

Miréia Borges

mireia@portoweb.com.br

 

Com que Bauman escreveu em Amor Líquido e com que li nesse domingo, uma crônica de Carpinejar sobre a Separação Líquida, chego a conclusão que o amor morreu.

E morreu pela pressa dos jovens quererem experimentar tudo muito rápido. De sentirem o prazer por prazer e não por paixão, por envolvimento.

Eles não querem envolvimento, querem o momento, querem uma transa, duas no máximo, muitos beijos e acabou.

Sabe aquele compromisso de manter alguém ao seu lado, namorar, se conhecer melhor, aparar as arestas do conhecimento mútuo, isso , não é relevante nesse momento de experimentação.

Só que tudo isso, tem um preço, e um preço alto demais segundo minha ótica..

O tempo passa e AINDA os homens na hora de escolher alguém para ter filhos ou formar um a família, preferem as meninas que são mais recatadas, por incrível que pareça. Esses dias um disse para mim, que se divertir é uma coisa e ter alguém para casar é outra.

Fiquei de boca aberta!

Jurava que essa mentalidade machista já tinha terminado, mas vi que não.

E as mulheres que transaram com vários ao longo da adolescência e juventude, acabam ficando “neuróticas” com o passar dos anos, pois quando se dão conta , onde está o amor que deveriam sentir? Onde está a paixão? No seu círculo de amigos é impossível enfrentar o relacionamentos, pois um sabe do outro e uma sabe da outra.

E nesse meio tempo, o relógio biológico começa a tocar deixando as mulheres mais neuróticas ainda.

Juro que é complicado entender essa nova geração apressadinha e imediatista.

Queria saber o que acham?