Home Tags Tags do post "Consciência"

Consciência

0 1134

Estamos no início do século XXI, e a nossa sociedade está ficando cada vez mais submersa ao vício do “culto ao corpo” e a saúde, que qualquer modismo adere,vai ficando instável.

Nossa indústria está a cada dia mais “inconfiável”com seus produtos alterados, que com o espaço de tempo muito pequeno, o consumidor -que somos nós, começamos a sentir os sintomas maléficos dessa adulteração.

Hoje jovens tem que fazer uso da vitamina D para poderem absorver mais o cálcio nos ossos. A Dermatologia critica a exposição ao sol, as revistas nos alugam com suas notícias de quão mal faz o sol para nossa pele e lá vamos nós, absorvendo tantas informações que chega um momento de nossa vida que a nosso corpo começa a “gritar”.

E lá vamos nós seres humanos lotados de informações, sentar em frente a um médico, que se não for bom, nos deixará mais confusos e mais doentes ainda.

Cálcio

 

Vou colocar aqui mais uma informação técnica sobre o Cálcio e  vitamina D :

“Sofrer de deficiência de vitamina D também impede que o Cálcio seja depositado nos ossos, pois o Cálcio é um mineral essencial para os dois sexos e é importante, em especial, para a saúde das mulheres. Após os 35 anos de idade, a maior parte dos homens e das mulheres começa a perder cálcio dos ossos por causa da ingestão pobre de cálcio e vitamina D.

Quando nascemos, ganhamos uma “conta poupança óssea”. É nela que o corpo deposita o cálcio. Podemos depositar cálcio nessa conta poupança ao longo dos primeiros 30, ou 35 anos de nossa vida.

Depois desse ponto, os depósitos param e quando o corpo precisa de cálcio,especialmente para remodelagem óssea,pode consegui-lo da dieta, ou resgatá-lo dos óssos.” – Livro Vitamina D/Michael Holick – 2012.

Agora, me digam como faremos, se o leite que é uma fonte de cálcio é adulterado? o Yogurt também pode ser contaminado.

A intolerância a Lactose é bem grande no nosso país, e na maioria das vezes a pessoa tira o leite, o queijo, todos os derivados e não repõe a quantidade de cálcio necessária para o corpo.

O sol é proibido , pois pode causar câncer de pele, e assim, nós vamos caminhando pela vida sem saber que rumo tomar, pois a mídia nos infesta de informações e as indústrias nos infestam de porcarias embutidas.

vitamina D

Vitamina D em gotas ou alimento, mas com os anos, precisamos de suplemento.

vitamina-D 3

Muito cansaço, sem vontade de fazer nada, pode ser falta de vitamina D

0 1794

A Paquistanesa Malala Yousafzai ganhou o prêmio Nobel da Paz de 2015 ,o anúncio foi feito hoje em Oslo, Noruega.

Malala ganhou pela sua luta contra a opressão das crianças e jovens à educação. Aos 17 anos ela é a ganhadora mais jovem do prêmio e a mais conhecida no Ocidente.

Quando tinha 11 anos ela fez um diário , onde denunciava a violência imposta pelos Talibãs em sua região, o Vale Swat. E esse diário foi publicado na rede e  a TV BBC de Londres divulgou, e infelizmente no dia 09 de outubro de 2012 ela sobreviveu a uma tentativa de assassinato pelo grupo Talibã e ficou gravemente ferida e foi imediatamente transferida para a Inglaterra onde mora até hoje com sua família e vem batalhando pela educação de crianças e jovens.

Em 2013 Malala já tinha sido cogitada para ser a ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, mas ele só veio hoje com o anúncio que ela seria a ganhadora do Nobel pela Paz de 2015.

Merecido!

 

malala_yousafzai criança

Malala Yousafzai quando era criança, os olhinhos vivos e brilhantes.

malala-yousufzai

Malala Yousafzai sendo transferida para Inglaterra depois de ser alvejada com tiros na cabeça.

malala com o pai

Malala com o pai, virou celebridade no mundo todo por sua força de luta pela educação das crianças e jovens .

Malala discursa na ONU

 

Malala Yousafzai discursando na Assembleia das Nações Unidas em Nova York, 9 meses após ser atacada. Com a voz ainda arrastada e com o rosto levemente desfigurado, seus olhos já não tem mais o brilho da inocência de criança.

 

Malala prêmio das Nações Europeias.

 

Malala yousafzai discursando para 57 milhões de pessoas, entre crianças e adultos ao receber o Prêmio na Assembleia Europeia. Quando os legisladores se levantaram ela ainda disse:

“As crianças não querem um iPhone, um Xbox ou chocolates, elas só querem um livro e uma caneta”.

 

malala e seu livro lançado em 2013

 

O livro que Malala lançou em 2013, contando sua história de luta e sobrevivência foi proibido de entrar no Paquistão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 1639

Ao entardecer de hoje, dia 24/09/14 a comunidade judaica se reúne para comemorar a chegada do ano 5775 no calendário Judaico. O Rosh Hashaná o Ano Novo Judaico, se estende pelos dias 25 e 26 de setembro.

No dia de hoje as famílias se reúnem nas Sinagogas para orações e reflexões sobre o ano que passou, usam-se roupas brancas que representam a pureza da alma, eles mandam cartões dizendo Shaná Tová  U-metuká ( um ano bem doce e bom). Lindo, né?

As velas são acessas e se come comidas que representam o bem. Passados 10 dias da celebração do Rosh Shaná a comunidade comemora o Yom Kipur – dia do Perdão, que nesse ano ocorre do entardecer de 03 até o anoitecer de 04 de outubro, onde é relizado um jejum de 24 horas para dedicar-se por inteiro ao espiritual, e o jejum é interrompido ao final da tarde do dia seguinte com um jantar em família.

O principal símbolo deste evento do Rosh Shaná é o Shofar (feita do chifre do carneiro), que com o som , chama à consciência adormecida para reflexão.

Enquanto o calendário gregoriano se baseia pelo sol, o calendário judaico é baseado pelo sol e pela lua, e foi instituido no ano de 359.

Vamos refletir e orar pela PAZ no Oriente Médio!

Shaná Tová!!!

0 830

Coloco aqui para vocês o que os jornais estão noticiando exaustivamente sobre o plebiscito que haverá na Escócia para se independizarem da Grâ-Bretanha.

A matéria foi extraída do Estadão de São Paulo – WWW.estadao.com.br

Escócia 2

Escócia 1

 

 

 

 

 

 

http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,pesquisas-mostram-escoceses-indecisos-a-um-dia-do-plebiscito,1561590

Entre 8% e 14% dos eleitores não sabem se votarão a favor da independência da região ou pela permanência na Grã-Bretanha.

EDIMBURGO – Na véspera do histórico plebiscito na Escócia, as pesquisas de opinião desta quarta-feira, 17, mostraram o apoio à permanência da região na Grã-Bretanha ligeiramente mais forte do que a opção pela independência. Contudo, faltando um dia para a votação, milhares de escoceses ainda estão indecisos.

Os eleitores serão convidados na quinta-feira para responder “sim” ou “não” à pergunta: “A Escócia deve ser um país independente?”. Se o “sim” ganhar, significaria o fim do 307 anos de união com a Inglaterra e a dissolução da Grã-Bretanha, bem como um período de incerteza econômica.

Três pesquisas – dos institutos ICM, Opinium e Survation – mostraram que 48% dos entrevistados apoiam a independência, contra 52% que apoiam a união. As pesquisas constataram que de 8% a 14% dos 4,3 milhões de eleitores da Escócia ainda estão indecisos. / REUTERS

Escócia 3

 “O cenário se agravou , depois de o presidente do Banco da Inglaterra (o banco central britânico) descartar a possibilidade de a Escócia independente usar a libra como moeda. As alternativas seriam usar a divisa inglesa de maneira informal, sem um Banco Central; criar sua própria moeda, que ficaria a cargo de uma autoridade monetária independente; ou, em médio prazo, aderir ao euro, sujeitando-se às normas do Banco Central Europeu.”

Escócia 4

A Rainha Elizabeth não quer se “meter” na crise, mas ontem pediu que a Escócia pense bem, pois não conseguirá se manter sozinha sem a Grã-Bretanha.

É familiar os nomes do mapa da Inglaterra na monarquia do País – Duque de Edimburgo, Príncipe e Princesa do País de Gales e por aí vai.

Sinceramente como não é a primeira vez que isso acontece, de a Escócia se separar, mas agora ela está fragilizada com a economia mundial fraca, e acredito que não será muito pertinente nesse momento uma separação. Mas quem pode entender a cabeça humana de alguns que tem o poder de fazer a cabeça de outros.

Vamos esperar até o fim do dia de amanhã para ver o futuro da Escócia. O mundo está atento.

Boa votação Povo Escocês!

 

 

O Pensamento da Semana, tem muita haver com um texto que fiz para a Revista bendita.

Tem muitas pessoas que se acham as maiorais, que sabem tudo, mas que na realidade são pessoas medíocres, não conseguem enxergar quem está a sua volta, adoram puxar para baixo quem está tentando progredir.

Eles não fazem nada para tentar mudar, porém incomodam-se barbaramente com o outro que quer progredir.

Um bom pensamento para o fim de semana! Será que você não está abafando alguém?

 

0 757

Esse texto li no facebook e achei muito interessante, compartilho aqui para vocês, pois como dizia Anne-Marie Slaugther, nossa cultura TEM que mudar para que a família se torne mais saudável.

Os homens precisam se dar conta que uma casa não especificamente da mulher, e sim dos dois., tarefas, criação dos filhos.

Leia a reportagem abaixo:

Embora à frente de duas indústrias totalmente diferentes, as presidentes da Johnson&Johnson Consumo Brasil, Maria Eduarda Kertész, a Duda, e da TAM Linhas Aéreas, Claudia Sender, não poderiam estar mais afinadas no pensamento sobre liderança feminina. Durante a palestra A Mulher, o Tempo e as Escolhas, que apresentaram esta manhã no evento CONARH, com a mediação da jornalista Paula Mageste, diretora de redação da revista CLAUDIA , as duas abordaram com propriedade e franqueza questões delicadas relativas ao peso (ou à pretendida leveza) do cargo e dos atributos femininos que, mesmo sem querer, marcam sua forma de agir e pensar no comando.

A respeito do impacto que assumir a presidência de grandes empresas pode ter, ambas contam que tiveram que aprender que não tinham todas as respostas. “Ao ser promovida e, de uma hora para outra me tornar chefe dos meus pares, achei que tinha a obrigação de saber mais do que eles”, disse Claudia. A humildade de reconhecer que isso não é verdade, é segundo ambas, uma vantagem do jeito feminino de liderar. “As mulheres não tem medo de ter uma postura humilde, de não ter todas as respostas “, afirmou. “Eu vim da área de marketing”, contou Duda, “ e achava que na indústria de consumo, nada era mais importante. Eu estava errada: não sabia nada de vendas, tão vital quanto marketing . Tive que reconhecer e pedir ajuda para aprender”.

Ao falar sobre a gestão do tempo e como isso impacta as duplas jornadas femininas, Duda,  mãe de dois filhos, diz que a conciliação só é possível porque conta com uma rede de ajuda, que vai da mãe “que importa da Bahia sempre que precisa” aos empregados domésticos. Mas fez questão de ressaltar que uma das suas funcionárias, a Maria Raimunda, que está na sua casa há quase 20 anos, também é mãe e não tem essa ajuda. “Ela não tem a mesma rede e para me ajudar a ter uma carreira, conta apenas com o auxílio de vizinhos e amigas. O estado e a sociedade não as ajudam como deveriam, e não podemos deixar de pensar nisso”.

Claudia Sender também abordou o acúmulo de papéis e destacou a necessidade urgente de mudança da mentalidade masculina. “É prioridade que os homens deixem de achar que devem ser os únicos provedores e, ao deixar de acreditar que esse é seu único papel, comecem a desempenhar melhor o de pais e maridos”. Sobre ajudar o avanço feminino nas carreiras e nas posições de liderança, ambas mencionam a necessidade de flexibilidade e ações afirmativas que, sem desrespeitar a meritocracia , possam diminuir a diferença entre o número de homens e mulheres no comando. Duda afirmou que, embora antes não pensasse assim, hoje acredita que a política de cotas é uma alternativa desejável: “Não sei se como estratégia permanente, mas hoje acredito que é importante, para forçar a mudança”. Claudia Sender alertou também para o perigo do auto-boicote, que muitas vezes prejudica mulheres que querem ser mães e desistem de uma posição maior antes de experimentar a conciliação dos papéis. “É importante vencer a culpa, superar a cobrança da sociedade e não desistir!

O que os homens falam é algo que as mulheres sempre querem saber, pois elas imaginam que seja somente de carros, mulheres e futebol.

Quando li o livro de Walter Riso – “O que toda mulher deve saber sobre os homens”, percebi que os homens não são tão fortes assim, como a nossa sociedade gosta de mostrar. Depois li o livro de Ivan Martins – “Alguém Especial”, tive certeza que os homens são tão frágeis como nós, mas como a sociedade impõe que eles sejam fortes, eles sofrem e se mantém fortes por fora e destruídos por dentro.

Fechei com chave de ouro hoje a tarde quando assisti o filme ” O que os Homens Falam” .

Para começar todo o enredo, fui no cinema às 14h, horário que nunca vou. Chegando lá, pedi na bonbonnière um chá e prontamente a atendente me serviu em uma xícara de porcelana e disse que não tinha problema eu levar para dentro da sala de projeção, pois o chá que pedi não seria nada elegante ser servido em um copo de isopor.

10583935_781569348532574_1271986216718104932_n

Já, nesse momento, ganhei o prazer de ver o filme.

O filme começa com um homem-gato- siando do terapeuta e chorando, mostrando sua fragilidade que foi tratada dentro de quatro paredes com alguém que fez ele ver algo que ele não estava conseguindo ver.

Ao chegar do lado de fora, encontrou um amigo de longa data, derrotado, e se achando “o certo”, mas um trapo de pessoa em que nada dava certo, nem emocional e nem profissionalmente. O verdadeiro machão sabe tudo, ma todo errado e com um sapato furado, como tudo dentro da cabeça dele.

una-pistola-en-cada-mano-escena

Depois veio o homem fraco que traiu a mulher e perdeu ela, a casa , o filho e  a amante, e por conseguinte, toda a possibilidade de ter uma família, pelo esnobismo de se achar o tal. Resumindo, a mulher refez a vida com outro homem e quando ele se “achegou” todo lânguido para querer voltar, recebeu um simples não.

images (30)

 

E veio o homem abatido que sentado em um banco de praça, olhava insistentemente para um prédio.

Veio um outro homem passeando com o cachorro, bem apessoado e perguntou o que ele estava fazendo ali desolado?

Ele desfiou o rosário que a mulher o estava traindo, e que como ela era muito ingênua, ele a perdoava ( se achando o Deus). O outro disse porque ele não esclarecia tudo com a esposa e ele firmava que não, pois a culpa era do “outro” que ele não conhecia, mas que estava fazendo muito mal à ele. Resumindo, o outro desconfiou e o “traído” ao ligar para o amante da mulher, descobriu que ele estava em seu lado, no bando da praça. Para surpresa de outro, ele quis saber o que a sua mulher falava dele. e o amante, discorreu que ela via ele como um egoísta, um autoritário, um invejoso pela vida que ela levava e que nunca demonstrou amor por ela. Isso é bem inerente aos que se acham.

images (29)

E temos, ainda o metido a garanhão, aquele que tem mulher, filhos, mas que quer transar por transar, sem ao menos se preocupar com o casamento ou com aquela que divide a vida com ele.

Dá em cima de uma colega de trabalho, mas ela arrebenta, mandando ele subir para um local ermo na empresa para poderem se manipular, pois ele não tinha uma camisinha. Passou o tempo ele vi que levou o “bolo” e ela encontra ele no elevador com as outras colegas que já estavam sabendo de tudo e diz para ele levar a mulher para transar em um hotel, levar para tomar uns drinks assim como ele tinha oferecido para ela.

391a2e9287afb1fba550fc92f6603abd

540209.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

E agora, quase no final do que os homens fazem e pensam, podemos ver , que vai haver um encontro na casa de um amigo, onde quase todos eles se encontram, e no caminho uma das mulheres oferece carona para um dos amigos e ao conversarem , as confidencias vão acontecendo, e a mulher do carro confidencia para o amigo que o marido é ciumento, quebra tudo de brabo, mas não demonstra para ninguém do grupo, que eles têm um livro de auto- ajuda, que os fazem levar a vida adiante, o amigo fica apavorado, tentando entende como ela fica com ele, mas ao mesmo instante perto dali, o outro casal que formam o par do casal que está conversando, também estão confidenciando os erros, defeitos dos parceiros que estão no carro.

A mulher confidencia que o marido tem disfunção erétil e que não transa com ela, já faz um tempão, mas se mostra como um garanhão para os amigos.

AGunInEachHand_Still03alberto_san_juan

 

 

Enfim, todos se encontram e ao saberem coisas um dos outros, porque as mulheres estão juntas, eles dizem:

Putz, Ferro!

 

543490.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

0 2149

Com o tempo, ou melhor, com os anos, tu começa a pensar no que vale a pena ou o que não vale a pena. Com essa frase coloco aqui o pensamento da semana.

Engana-se redondamente que nossa infância não interfere no nosso envelhecer.

Tenho uma pessoa próxima que adora dizer, o que aconteceu na infância, é passado, se não deixamos isso quieto, os problemas provenientes da velhice que nos trazem essas lembranças à tona, é porque não temos mais nada importante para pensar.

Será?

Com meus pais velhos e agora doentes fisicamente, pois emocionalmente sempre foram pessoas comprometidas seriamente e criaram os filhos todos com sequelas desde as mais amenas até as mais graves, começa a infância vir a tona e a mexer com o íntimo.

Depois de longos anos, tu, fruto de uma família emocionalmente comprometida tenta relevar, mas o que estava adormecido começa a incomodar mesmo depois de tantos anos de terapia.

Por isso, o pensamento da semana é o não querer carregar mais nada pesado e sim o que eu possa carregar, porque  minhas costas estão doendo, meus braços estão duros, meu coração virou papel Machê e minha paciência e minha vida querem seguir leves, com pouco peso na memória.

3 1313

Quando fiz 50 anos, percebi que estava Nos Passos da Maturidade. Resolvi dar uma festa para os familiares e amigos mais próximos que me acompanhavam. Distribui como “lembrancinha” um conto chamado Chapéu Violeta. Esse texto mexeu muito comigo,pois ao lê-lo a cabeça revolucionou, sabia que estava entrando na Maturidade, era só me olhar no espelho e, lógico, sempre tem alguém que não deixa esquecer isso, e ver que não era mais tão jovem, apesar da cabeça ser. No dia de meu aniversário, Deus resolveu me contemplar com uma noite de muita chuva e alagamentos, mas mesmo assim, foram todos os meus convidados. Contratei um cantor de música MPB e com seleção musical prévia, que eu adorava. Ao som do violão e a voz do cantor, amigos, comidinha boa, meia luz, tudo que uma pessoa romântica como eu sonhava, passou meus 50 anos! Depois de muito pensar, resolvi criar o blog “Nos Passos da Maturidade” para dizer coisas que eu tive que descobrir sozinha, coisas que tive que buscar , e como sempre tendo amigos me acompanhando, consegui criar e colocar esse blog no ar. Pretendo dividir com vocês leitores meus anseios, minhas dúvidas, minhas alegrias, minhas tristezas e meus sonhos. Deixo abaixo o conto que me deu o “start” para a criação desse blog.

VOU ATRÁS DE UM… CHAPÉU VIOLETA Mario Quintana (versão Carla Melani)
* Aos 3 anos: Eu olhava para mim mesma, e via uma Rainha. * Aos 8 anos: Eu olhava para mim mesma, e via uma Cinderela. * Aos 15 anos: Eu olhava para mim mesma, e via uma Freira Horrorosa (“Mãe, eu não posso ir pra escola desse jeito!”) * Aos 20 anos: Eu olhava para mim mesma, e via “muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, com cabelo muito liso/muito encaracolado”, mas decidia que iria sair assim mesmo… * Aos 30 anos: Eu olhava para mim mesma e via “muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, com cabelo muito liso/muito encaracolado”, mas decidia que agora não tinha tempo para consertar essas coisas. Então, sai assim mesmo… * Aos 40 anos: Eu olhava para mim mesma e via “muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, com cabelo muito liso/muito encaracolado”. Mas dizia: “pelo menos sou uma boa pessoa” e saia mesmo assim… * AOS 50 ANOS EU OLHO PARA MIM MESMA E VEJO “EU SOU”! E VOU PARA ONDE EU BEM ENTENDER… * Aos 60 anos: Eu olharei para mim mesma e lembrarei de todas as pessoas que não podem mais se olhar no espelho. Sairei de casa e seguirei conquistando o mundo… * Aos 70 anos: Eu olharei para mim mesma e verei sabedoria, risos, habilidades… Seguirei saindo para o mundo e aproveitando a vida… * Aos 80 anos: Eu não me incomodarei mais em olhar para mim mesma. Colocarei simplesmente um chapéu violeta e seguirei a me divertir com o mundo…
… Talvez a gente devesse pegar o CHAPÉU VIOLETA mais cedo…!!
O tempo passou, e hoje aos 57 anos, depois de muitas lutas para as mulheres lerem meu blog, descobri que as ‘maduras” não querem saber nada sobre os “Passos da Maturidade”, e eu dando murro em ponta de faca.
Contratei uma empresa de marketing digital e depois de uma longa pesquisa, descobrimos que os acessos eram de mulheres bem mais jovens, de homens e os assuntos que mais tinham “corum” eram de moda, beleza e problemas.
Hoje trocamos o nome para ” CONVERSANDO COM MIRÉIA”, o que está muito melhor, mas a sociedade gaúcha ainda te olha com desconfiança, tipo:
– Essa mulher não tem mais nada o que fazer?
– Está em um mundo que nós jovens temos vez!
Mais um desafio para a Miréia, que batalha, “mas não é o suficiente”, para atrair mulheres que queiram ouvir sobre Nos Passos da maturidade!

0 874

Depois de um dia cheio, vou falar sobre a fragilidade da mulher.

Vocês sabem que ando afastada das mídias sociais porque estou com uma das filhas com gravidez de risco e está aqui aos meus cuidados.

E como ela está dormindo tranquila, eu estou sozinha em casa, resolvi passar para vocês a fragilidade da Mulher. De repente, tua vida é modificada com a aposentadoria do teu companheiro, ele começa a trabalhar em casa e por conseguinte, entra dentro do universo que antes era somente teu. A administração da casa, da cozinha, das compras, dos problemas diários que sempre te pertenceram e sempre andaram de vento em poupa. Questiona tudo. Tuas saídas durante o dia, para contatos comerciais, começa a ser questionada: – Precisa mesmo sair para uma brincadeira de internet? De repente, tua individualidade é invadida por questionamentos novos e não “entendíveis”, pois sempre deram certo e sempre funcionaram, como uma máquina que as engrenagens se encontravam perfeitamente e o resultado sempre foi satisfatório. Aí, tu já começa a te questionar sobre muitas coisas. Pensamos:  vamos mudar um pouquinho, afinal a casa também é dele ! Quando tudo está andando mais ou menos, surgem problemas de saúde com um filho, problemas profissionais com outro filho, os teus pais resolvem te procurar para terem atenção, pois estão velhos demais, e tu ali, andando como uma barata tonta pela vida antes pacata e produtiva profissionalmente, mas agora como uma roda gigante, girando e parando para subir ou descer um problema. E ainda dizem que a mulher é frágil! Depois de um dia inteiro aparando as arestas de um e de outro,tentando sobreviver fazendo o que você gosta, a gente olha a casa cheia de indivíduos  e pensa: Eu criei tudo isso? A noite quando se deita para tentar descansar, o companheiro reclama de falta de atenção sexual e presencial, porém, esse mesmo companheiro, passou o dia inteiro não te enxergando e ainda por cima te questionando da administração de tudo e de todos. Sem contar o bichinho de estimação que você não queria, mas foi comprado com a cumplicidade de seu companheiro pelos filhos. E como sempre, todos foram embora, sobrou para você cuidar o pobrezinho que está muito velho e de três em três horas você levanta e troca a fralda, dá comida. Chega o dia, raiando belo e formoso pela janela de sua casa, mas você está um trapo, pois passou uma noite acordada, e ainda tem que voltar a rotina descrita acima e com um sorriso maravilhoso no rosto, senão, você é uma chata, que reclama de tudo, afinal, você tem uma casa maravilhosa, um companheiro maravilhoso e está reclamando de que?! E você faz parte do sexo frágil! Eu sempre falo que a fragilidade da mulher foi esquecida em um canto da vida feminina. Somos fortes, e muito fortes, levamos “chibatadas ” da vida e ali vamos nós, machucadas, mas firmes com um único propósito de ser feliz e ter um companheiro que nos faça feliz e principalmente acertar e nos realizar. Essa é a  mulher frágil! Dei essa escapadinha, para escrever na minha”brincadeira” de ser executiva e produtiva.